SOBRE     |     FALE CONOSCO

GERAL

Asfalto cede na RJ-232 e abre cratera sobre manilhas do Rio Guaxindiba

POSTADO EM 15/04/2018 17:29:00 POR: VNOTÍCIA

 

O asfalto cedeu e uma cratera se abriu na RJ-232, trecho entre o Centro de São Francisco de Itabapoana e a Praia de Guaxindiba, na tarde deste domingo, 15. O ponto onde o problema se formou foi próximo à entrada da Ilha dos Mineiros, sobre o Ribeirão Guaxindiba. O curso da água passa por baixo do asfalto, por manilhas.

 

Foram funcionários de um loteamento que há próximo ao local que perceberam a formação do buraco. Eles mesmos colocaram galhos e um cone para sinalizar e chamar a atenção dos motoristas.

 

Ao chegar ao local e notar o perigo que representa a cratera, a reportagem do VNOTÍCIA entrou em contato com o presidente da Empresa Municipal de Trânsito de São Francisco de Itabapoana (Emtransfi), Coronel José Eduardo Barcellos Dias, e com o diretor do Departamento de Estradas de Rodagens no Norte Fluminense, Ivan do Amaral Figueiredo.

 

Coronel Eduardo determinou que uma equipe da Emtransfi sinalize o local, até que o DER compareça ao local. Já o representante do DER disse que enviará uma equipe ao local nesta segunda-feira para avaliar a extensão do problema.

 

Neste fim de semana o nível do ribeirão que passa por baixo do asfalto subiu, isso pode ter provocado a cratera. Trata-se do mesmo rio que nasce na região de Morro do Coco e passa pela região de Santa Luzia, na Zona Rural de São Francisco. As águas passam também debaixo da RJ-224 em Ponto de Cacimbas e rumam sentido ao Espiador, para depois chegar a Guaxindiba.

 

No início de março deste ano, as águas do Rio Guaxindiba subiram com chuvas torrenciais que caíram em Morro do Coco. A enxurrada destruiu uma ponte na estrada entre Pingo D’Água e Santa Luzia, em SFI. Produtores rurais ouvidos pelo VNOTÍCIA acreditam que o nível do Rio na Região de Guaxindiba demorou para subir devido à seca histórica que castigou o município. Como os brejos e lagos estavam muito secos, a forte vazão d’água encheu primeiro as baixadas e várzeas, para depois chegar a Guaxindiba.

 

Em dezembro de 2008 uma cratera também se abriu no local, interditando a estrada. (Relembre aqui no Blog do Paulo Noel)

 



 

 
 
 

Leia mais em GERAL