SOBRE     |     FALE CONOSCO

RURAL

Vacinação contra a Febre Aftosa começa nesta quinta-feira (10) em SFI

POSTADO EM 08/05/2018 18:31:00 POR: VNOTÍCIA

 

A prefeita de São Francisco de Itabapoana (SFI), Francimara Barbosa Lemos, abriu oficialmente a 1ª Etapa da Campanha Contra a Febre Aftosa, na manhã de sexta-feira (4). O evento aconteceu numa propriedade rural, na localidade de São Paulinho. A partir desta quinta-feira (10), o município inicia a distribuição de doses para os pequenos criadores.

 

“A prefeitura distribuirá a vacina para o criador do município imunizar o seu rebanho com até 30 animais, entre bovinos e bubalinos (búfalos). É necessário estar devidamente cadastrado na Defesa Agropecuária e caso não possua o cadastro basta comparecer no referido órgão, ao lado do Itaú, no Centro, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, com a escritura, CPF, RG e comprovante de residência”, informou o secretário municipal de Agricultura, Abastecimento e Pesca, Matheus Henriques.

 

O secretário lembrou que somente o proprietário do animal ou o arrendatário pode fazer o cadastro, acrescentando que para tirar dúvidas o criador poderá ligar para o telefone da Defesa Agropecuária (2789-1397) ou ainda o da secretaria (2789-1118).

 

“A febre aftosa é causada por um vírus, sendo necessária a vacinação do rebanho para prevenção da doença. A dose da vacina é de 5 ml e a temperatura de conservação do produto pode variar entre 2°C a 8°C, devendo ser aplicada na tábua do pescoço do animal”, explicou Henriques, revelando que a segunda etapa da campanha ocorrerá em novembro, mas somente para o gado com até 24 meses.

 

Em relação à importância da vacinação, o secretário destacou: “Além de o animal ficar imune à doença, o criador pode transitar com o rebanho, comercializá-lo no Brasil e no exterior, participar de eventos como feiras e exposições, contribuindo ainda para o reconhecimento mundial de país livre da febre aftosa”, ressaltou.

 

O Estado do Rio de Janeiro é considerado área livre de aftosa, já que há 21 anos não tem registro da doença. Já no Brasil, o último caso registrado ocorreu em 2006, no Estado do Mato Grosso do Sul.

 

Ascom SFI

 

 

Leia mais em RURAL