SOBRE     |     FALE CONOSCO

GERAL

Guarda Civil Municipal resgata tamanduá no centro de SFI

POSTADO EM 12/06/2018 20:25:00 POR: VNOTÍCIA/Paulo Noel
Foto: GCM e internauta leitor do site VNOTÍCIA
Foto: GCM e internauta leitor do site VNOTÍCIA

 

A Guarda Civil Municipal de São Francisco de Itabapoana resgatou um tamanduá na manhã desta terça-feira, 12/06, na Rua Manoel Paes Viana aos fundos do prédio Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas ).

 

O animal silvestre não estava ferido, segundo informou ao VNOTÍCIA a equipe de resgate. A  Guarda Municipal e um grupo de jovens enviaram imagens do animal que foi solto em uma área apropriada.

 

Foi o morador Alamir Coutinho o primeiro a ver o tamanduá na área atrás de Creas, um terreno vazio com o capim alto. Pelo tamanho e postura este tamanduá deve ser da espécie tamanduá-mirim.

 

Segundo a enciclopédia livre wikipédia, o tamanduá-mirim, também chamado tamanduá-clete, jaleco, melete ou mixila, é um mamífero xenartro da família Myrmecophagidae, sendo encontrado da Venezuela ao sul do Brasil. É uma das quatro espécies de tamanduás e junto com as preguiças está incluído na ordem Pilosa. São reconhecidas quatro subespécies.

 

É um animal arborícola e pode ter até 105 cm de comprimento. É reconhecido principalmente por um padrão de pelagem que faz com que pareça que ele usa um colete preto, apesar de que essa coloração pode variar, com indivíduos totalmente pretos ou marrons. Possui longas garras nas patas anteriores, e caminha apoiando o peso sobre os pulsos dos membros anteriores, contrastando com o tamanduá-bandeira, que é nodopedálico.

 

Pode ser encontrado em muitos ambientes, desde florestas até savanas, mas é predominantemente florestal, sendo encontrado com frequência em bordas de florestas, preferindo forragear nesses ambientes. São animais solitários, de hábitos que podem ser tanto diurnos quanto noturnos. Se alimenta preferencialmente de formigas e cupins, preferindo as castas reprodutivas de formigas, e não soldados. Seus predadores incluem felinos de grande e médio porte, como a onça-pintada, a suçuarana e a jaguatirica. Os filhotes são carregados nas costas da mãe, até que se tornem independentes, mas ocasionamento podem ser deixados em "ninhos".

 

 

 

Leia mais em GERAL