SOBRE     |     FALE CONOSCO

POLÍTICA

Protagonistas de conversa telefônica que vazou em SFI falam à Rádio São Francisco

Polêmica gravação viralizou pelo WhatsApp e nas redes sociais

POSTADO EM 26/04/2019 18:54:00 POR: VNOTÍCIA
Jorge, João e Christiane falaram ao Jornal São Francisco é Notícia nesta sexta
Jorge, João e Christiane falaram ao Jornal São Francisco é Notícia nesta sexta

Em entrevista à Rádio São Francisco FM, na manhã desta sexta-feira, 26, o ex-presidente da Amprasc – Associação de Moradores de Santa Clara, Jorge Lúcio Ferreira, o Jorge Ponto de Prosa, o presidente municipal do partido SOLIDARIEDADE de São Francisco de Itabapoana e subsecretário municipal de Agricultura e Pesca, João Francisco da Silva Manhães, o João da Ótica, e a moradora de Santa Clara, Christiane Paes Azevedo, deram as suas versões sobre a polêmica conversa telefônica entre Jorge Ponto de Prosa e João da Ótica, que viralizou no WhatsApp e nas redes sociais em São Francisco de Itabapoana esta semana.

 

O VNOTÍCIA teve acesso à conversa telefônica, mas não irá publicar, tendo em vista a citação de várias pessoas, inclusive contendo assuntos particulares. Mas a gravação mostra João tentando convencer Jorge a ingressar no Solidariedade para fazer parte de seu grupo político com vistas às eleições municipais. Ao analisar a atual conjuntura política, João teceu várias críticas a políticos do município.

 

No Jornal São Francisco é Notícia, o primeiro a participar foi Jorge, que garantiu que não foi ele quem compartilhou o áudio. Segundo Jorge, uma terceira pessoa gravou a conversa. “Eu conversei pelo viva voz com o João, e uma pessoa, que não vou revelar o nome, gravou e divulgou o áudio”, disse Jorge. Mais tarde, quem entrou no ar foi João da Ótica, que acusou Christiane Paes, de ter gravado e divulgado a conversa telefônica.

 

Mais tarde, no mesmo programa, após as entrevistas de Jorge e João, Christiane entrou no ar para expor a sua versão e afirmou que foi ela mesma quem gravou o áudio. Christiane disse que estava ouvindo a conversa ao lado de Jorge, já que o celular estava no viva voz, mas que passou a gravar no momento em que João começou a fazer críticas a ela.

 

“Quando João da Ótica citou meu nome e falou que Christiane era doida e maluca, comecei a gravar mesmo. A errada sou eu que comecei a gravar ou ele que tá querendo comprar voto dos outros? Porque a partir do momento que se oferece cargo público em benefício de apoio político, isso se chama compra de voto”, acusa Christiane, que denunciou a conversa telefônica na Justiça Eleitoral.

 

O VNOTÍCIA transcreveu o trecho abaixo da conversa telefônica a qual se refere Christiane. Inclusive, antes desse trecho, percebe-se claramente que alguém, supostamente Christiane, sussurra uma pergunta para que Jorge faça a João. A pergunta é “... e se eu entrar no Governo, você me aconselharia que eu fosse pra onde?”. Leia abaixo o trecho:

 

Jorge Ponto de Prosa: “E se eu entrar no Governo, você me aconselharia que eu fosse pra onde?”.

João da Ótica: “Se nós fecharmos a parceria você vai ficar comigo lá na secretaria de Pesca”

Jorge Ponto de Prosa: “Certo... vou pescar só traíra, rsrsrsrs”

João da Ótica: “rsrsrsrs”

Jorge Ponto de Prosa: “Vamos estudar isso aí”

 

Na entrevista concedida à Rádio, João admite que foi infeliz em alguns comentários na conversa telefônica e disse que pediu desculpas a algumas pessoas que ele criticou. Sobre o convite a Jorge, João se defendeu: “Eu quero deixar claro o seguinte, que o convite (a Jorge) partiu de mim particular. Eu não fui orientado por ninguém. Entendeu Jorge? Não quer dizer que você iria fazer parte do governo”, disse João.

 

Sobre a acusação de compra de apoio político com oferta de cargo público, João se defendeu: “Não existe crime eleitoral, pois em momento algum eu ofereci vantagem. O que eu ofereci foi uma suposta ajuda, mas não existe nada de concreto, porque até então eu não tenho nada pra oferecer. Isso aí, as vezes a gente fantasia uma situação, mas é uma conversa de bastidor”, disse João.

 

 

Confira abaixo as entrevistas concedidas à Rádio São Francisco FM nesta sexta-feira por Jorge, João e Christiane:

 

 

Leia mais em POLÍTICA