SOBRE     |     FALE CONOSCO

GERAL

"Não houve crime", alega defesa da prefeita Amanda Quinta

POSTADO EM 10/05/2019 09:18:00 POR: VNOTÍCIA
Foto: Kennedy em Dia
Foto: Kennedy em Dia

A defesa da prefeita de Presidente Kennedy, Amanda Quinta Rangel (PSDB), alega que não houve crime e que o dinheiro encontrado na casa da prefeita por agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) nada tem a ver com o objeto da investigação.

 

De acordo com o Ministério Público Estadual (MPES), as apurações, que duraram aproximadamente um ano, colheram fortes indícios do envolvimento de agentes políticos e servidores municipais no recebimento de propina de empresários dos ramos de limpeza pública e transporte coletivo como contraprestação a benefícios financeiros em licitações e contratos e possível enriquecimento indevido dos envolvidos.

 

Durante o cumprimento de mandado de busca e apreensão na casa de Amanda Quinta, na quarta-feira (08), agentes do Gaeco depararam-se com a realização de uma reunião entre a prefeita e agentes públicos. E numa outra área da casa foi encontrada em posse de um empresário uma mochila contendo R$ 33 mil. A suspeita é que o dinheiro seria utilizado para pagamento de vantagens. A defesa nega.

 

"Não houve crime e nem flagrante. A prefeita Amanda e o empresário, no momento da abordagem policial, nem sequer estavam no mesmo local e entre eles não havia ocorrido contato de qualquer natureza. Na oportunidade, o empresário, cuja atividade emprega centenas de funcionários, esclareceu que os recursos não guardavam qualquer relação com o objeto da investigação. Inobstante a tais fatos, a operação decidiu pela lavratura de um flagrante inexistente", diz nota enviada pelos advogados da tucana. 

 

FONTE: KENEDY EM DIA (Site de notícias de Presidente Kennedy)

Leia mais em GERAL