ESRJ Fale Conosco Anuncie Segunda-feira, 20 de setembro de 2021
Notícias / RJ / Campos dos Goytacazes

Geral

Ainda é grave estado clínico do oftalmologista Márcio Barreto

13/09/2021 às 01h19 | Atualizado: 15/09/2021 às 13h08

 

O quadro clínico do oftalmologista Márcio Barreto Moreira ainda é grave porém estável, necessitando de doação de sangue e orações.

 

Dr Márcio, está internado no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) do Hospital Ferreira Machado e segundo comentou o filho de Márcio, Reginaldo Moreira ao site Folha1 da Folha da Manhã, houve notícia de melhora do seu quadro clínico.

 

Reginaldo Moreira nega as informações divulgadas de que o pai tenha sofrido um choque refratário. O médico foi vítima de um acidente ocorrido em Campos, na RJ 158, na altura de Itereré, no último sábado (11) e teve uma das pernas amputadas.

 

O médico foi transferido para o Hospital Ferreira Machado, aonde recebeu os primeiros socorros e foram realizadas intervenções cirúrgicas para conter hemorragias ocasionadas pela violência do impacto.

 

- Agradecemos todas as orações e doações de sangue feitas ao meu pai. Ele está tendo melhoras no seu quadro clínico, está estabilizado e suas taxas estão dentro do esperado, algumas até melhores - comentou o filho de Márcio, Reinaldo Moreira.

 

Ainda no último sábado (11) foi iniciada por familiares e amigos do oftalmologista uma campanha de doações de sangue para ele. Doações de sangue em nome de Márcio Barreto Moreira devem ser feitas no Hemocentro Regional de Campos, que funciona no próprio Hospital Ferreira Machado. São aceitos no local todos os tipos sanguíneos, pois outras doações servem para alimentar o estoque de sangue do Hemocentro, que por muitas vezes sofre diminuição do número de bolsas disponíveis.

 

Sobre o acidente - Segundo informações, Márcio iria para um sítio e precisou descer da caminhonete em que estava. Quando retornava ao seu interior, foi atropelado por outro veículo no acostamento, ficando com a perna presa. Ele foi socorrido para o Hospital Ferreira Machado, onde recebeu duas bolsas de sangue e teve a perna direita amputada. Apesar de ter sofrido duas paradas cardíacas, saiu do centro cirúrgico com a pressão arterial normalizada. O médico também teve fratura na perna esquerda e na bacia, além de lesão na bexiga.

 

Da redação com informações do site Folha1.

Últimas

+
BUSCAR POR DATA
DESENVOLVIDO POR JEAN MORAES