ESRJ Fale Conosco Anuncie Terça-feira, 27 de fevereiro de 2024

Famosos

Isabel Teixeira retirou mamas por conta da saúde. Entenda!

15/01/2024 às 11h31

 

Isabel Teixeira está no ar como Helena em “Elas por Elas”, da TV Globo, mas conquistou as telinhas brasileiras com força em 2022 após interpretar Maria Bruaca brilhantemente em “Pantanal”. Agora, ela revelou uma curiosidade que quase ninguém sabia até o momento: ela retirou suas mamas.

 

Em entrevista à revista ela, do Jornal O Globo, ela explicou ter feito isso ao descobrir uma síndrome que lhe dava predisposição ao câncer: “Descobri, em 2020, por meio do mapeamento genético, ter uma síndrome chamada Li-Fraumeni (causada pela alteração no gene TP53, que predispõe o desenvolvimento de vários tipos de câncer)”.

 

“Minha mãe também tinha, ela morreu aos 56 anos, vítima de mais de um câncer, e foi tudo muito rápido. Por causa dessa síndrome, fiz a retirada das mamas. Minha vida mudou muito e para melhor. Em um primeiro momento, quando recebi a notícia, tive um tremendo choque. Senti medo”, descreveu ela.

 

“Porém, depois fiquei forte. Parei de fumar e de beber. Passei a correr diariamente por uma hora e a cuidar ainda mais da minha alimentação. Meus exames também estão sempre em dia, faço ressonância do corpo inteiro e do crânio”, avaliou a arista.

 

“Então, quando você me pergunta sobre envelhecer, digo: vou entrar na menopausa com noção de vida e de morte. Minha vontade é continuar aqui, com peito, sem peito, com ou sem silicone, mas com alegria. Esse se tornou o meu modus operandi”, completou Isabel Teixeira.

 

Ao falar do impacto de Maria Bruaca em sua carreira, ela disse: “Tantas coisas boas. Sempre fui noveleira, amo o Tony Ramos desde ‘Pai herói’. Para mim, ele personifica o ator que se comunica com muita gente. Voltei ao Brasil em 2019, depois de uma longa temporada de teatro na Europa”.

 

“Acredito muito no quarto primordial dos meus 16 anos, que me faz sentir viva. Todo mundo tem o quarto primordial, mas gosto de manifestar, tenho a coisa da ação, que vai mudando. A Maria Bruaca, uma mulher fortíssima, me deu a chance de realizar o que estava pedindo, estabelecer uma comunicação direta com o grande público”, afirmou.

 

“A casa cheia, nesse caso, não era cem lugares, e, sim, 70 milhões de pessoas. Recebi incontáveis mensagens de mulheres falando que transformei a vida delas. Mas não fui eu, elas que se viram numa personagem de ficção. Por isso, quanto mais porosa eu for, mais ligada ao meu coração, melhor. Quero fazer novela até morrer’, finalizou Maria Bruaca.

 

Fonte: OFuxico

 

Últimas

+
BUSCAR POR DATA
DESENVOLVIDO POR JEAN MORAES