ESRJ Fale Conosco Anuncie Sábado, 28 de maio de 2022
Notícias / RJ / São João da Barra

Cidades

Recuperação do dique em Barcelos começa nesta segunda

Trabalho será feito pelo DER-RJ; tráfego na BR-356 está liberado para carros de passeio e ônibus de passageiros

17/01/2022 às 08h58

 

 

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ) começa nesta segunda-feira, 17, a transportar as pedras que vão reforçar o dique que rompeu com a cheia do Rio Paraíba do Sul. A ação emergencial na estrutura do dique foi anunciada pelo governador Cláudio Castro, atendendo à solicitação da prefeita Carla Machado. Equipes do governo estadual e da Prefeitura estão elaborando um projeto para a realização de uma obra definitiva em toda a extensão do dique.

 

Intervenções no Rio Paraíba do Sul, incluindo o dique, só podem ser feitas pelo governo estadual, através do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), que assumiu a responsabilidade pelo rio federal desde a extinção do Departamento Nacional de Obras de Saneamento (DNOS). A Prefeitura não tem autorização para fazer obras estruturais no dique. O que é permitido são ações de reforço, como contenção com areia. No início de 2020 a Prefeitura solicitou ao Inea a realização de obras no dique, mas até antes desta cheia o pedido não havia sido atendido.

 

O trecho da BR-356 entre Barcelos e Caetá foi liberado para o tráfego de veículos de passeio e ônibus de passageiros no início da tarde deste domingo, 16.

 

A prefeita Carla Machado esteve no local para acompanhar a limpeza e liberação da estrada e foi também ao Açu, onde equipes da Prefeitura seguem no trabalho de desobstrução nos canais. Também neste domingo ela sobrevoou o município, junto com o coordenador da Defesa Civil Municipal, Marco Antônio Ribeiro. Em todas as áreas do município atingidas pela cheia a Prefeitura mantém uma força-tarefa atuando para escoar a água e também na assistência às famílias afetadas.

 

Também nesta segunda-feira o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) fará nova vistoria na estrada para saber se já há condições de liberar com segurança o tráfego para veículos pesados no trecho da estrada atingido pela água do rio.

 

SeCom SJB

 

 

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ) começa nesta segunda-feira, 17, a transportar as pedras que vão reforçar o dique que rompeu com a cheia do Rio Paraíba do Sul. A ação emergencial na estrutura do dique foi anunciada pelo governador Cláudio Castro, atendendo à solicitação da prefeita Carla Machado. Equipes do governo estadual e da Prefeitura estão elaborando um projeto para a realização de uma obra definitiva em toda a extensão do dique.

 

Intervenções no Rio Paraíba do Sul, incluindo o dique, só podem ser feitas pelo governo estadual, através do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), que assumiu a responsabilidade pelo rio federal desde a extinção do Departamento Nacional de Obras de Saneamento (DNOS). A Prefeitura não tem autorização para fazer obras estruturais no dique. O que é permitido são ações de reforço, como contenção com areia. No início de 2020 a Prefeitura solicitou ao Inea a realização de obras no dique, mas até antes desta cheia o pedido não havia sido atendido.

 

O trecho da BR-356 entre Barcelos e Caetá foi liberado para o tráfego de veículos de passeio e ônibus de passageiros no início da tarde deste domingo, 16.

 

A prefeita Carla Machado esteve no local para acompanhar a limpeza e liberação da estrada e foi também ao Açu, onde equipes da Prefeitura seguem no trabalho de desobstrução nos canais. Também neste domingo ela sobrevoou o município, junto com o coordenador da Defesa Civil Municipal, Marco Antônio Ribeiro. Em todas as áreas do município atingidas pela cheia a Prefeitura mantém uma força-tarefa atuando para escoar a água e também na assistência às famílias afetadas.

 

Também nesta segunda-feira o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) fará nova vistoria na estrada para saber se já há condições de liberar com segurança o tráfego para veículos pesados no trecho da estrada atingido pela água do rio.

Últimas

+
BUSCAR POR DATA
DESENVOLVIDO POR JEAN MORAES