ESRJ Fale Conosco Anuncie Quarta-feira, 19 de janeiro de 2022
Notícias / RJ / Sao Francisco de Itabapoana

Cidades

Sema alerta para período de defeso do caranguejo-uçá e do guaiamum

26/11/2021 às 09h38

 

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sema) de São Francisco de Itabapoana (SFI) está alertando sobre o período do defeso de dois crustáceos encontrados no município: caranguejo-uçá (Ucides cordatus) e guaiamum (Cardisoma guanhumi). Durante o defeso, que teve início em outubro e o término da proibição varia de acordo com a espécie, não é permitida a captura, o transporte, o beneficiamento e a industrialização, sendo a comercialização liberada apenas para o caranguejo em estoque e devidamente autorizado.

 

Em relação aos machos do caranguejo-uçá, o período vai até o próximo dia 30, e às fêmeas, até 30 de dezembro. Já para o guaiamum, a restrição se estende até o mês de março de 2022, sendo destinada para machos e fêmeas.

 

O objetivo é proteger as espécies, que estão na temporada de reprodução conhecida por “andada”. De acordo com a Sema, este é o período em que os crustáceos saem de suas galerias e andam pelo manguezal para acasalamento e liberação de larvas.

 

Para aqueles que forem flagrados desrespeitando a proibição, as penalidades previstas vão desde multa a detenção, conforme previsto na Lei 9.605/98 e no Artigo 35 do Decreto nº 6.514/08, que dispõem sobre as infrações e sanções administrativas por danos ao meio ambiente.

 

Segundo a secretária da pasta, Luciana Soffiati, a meta é ampliar a divulgação nesse período e auxiliar na preservação das espécies. “A Sema cumpre também seu papel conscientizador, pois entende que sem informação, não há como ter conhecimento específico do assunto”, afirmou, acrescentando:

 

“Levamos em consideração que muitos moradores do município sobrevivem da captura e venda destes crustáceos. Vale ressaltar que o guaiamum encontra-se entre as espécies ameaçadas de extinção, em estágio crítico (CR), segundo o Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaça de Extinção (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade). Por este motivo, alertamos sobre a importância de respeitar o período do defeso para que seja concluído o ciclo de reprodução e a obtenção de renda não seja prejudicada pela extinção destes animais”.

 

Em caso de dúvidas, a equipe técnica da Sema se coloca à disposição para esclarecer mais detalhes deste período, que é de suma importância para a preservação do caranguejo-uçá e do guaiamum.

 

Fonte: ASCOM SFI 

 

 

Últimas

+
BUSCAR POR DATA
DESENVOLVIDO POR JEAN MORAES