ESRJ Fale Conosco Anuncie Segunda-feira, 04 de março de 2024
Notícias / RJ / Sao Francisco de Itabapoana

Esportes

Lenda do futebol morre Zagallo no Rio de Janeiro, o único tetracampeão mundial de futebol

Zagallo tinha 92 anos e estava internado em um hospital do Rio de Janeiro. Ex-jogador e ex-técnico, lenda colecionou títulos e feitos inesquecíveis na história do futebol mundial.

06/01/2024 às 09h25 | Atualizado: 06/01/2024 às 09h25

 

A lenda Mário Jorge Lobo Zagallo, o único tetracampeão mundial de futebol, morreu no Rio de Janeiro, aos 92 anos, nesta sexta-feira (5). A informação foi confirmada pela assessoria do ex-jogador. Zagallo é uma das maiores lendas do futebol brasileiro.

 

Zagallo estava internado desde o fim de dezembro em um hospital do Rio de Janeiro. A causa da morte foi a falência múltipla dos órgãos.

 

"Comunicamos com pesar o falecimento do Sr. Mário Jorge Lobo Zagallo, aos 92 anos, as 23:41h horas de 05/01/2024, em decorrência de falência múltipla de órgãos, resultante de progressão de múltiplas comorbidades previamente existentes", diz a nota do hospital Barra D’Or, que afirmou que se solidariza com a família e amigos pela perda.

 

"É com enorme pesar que informamos o falecimento de nosso eterno tetracampeão mundial Mario Jorge Lobo Zagallo", diz a nota publicada pela família.

 

"Um pai devotado, avô amoroso, sogro carinhoso, amigo fiel, profissional vitorioso e um grande ser humano. Ídolo gigante. Um patriota que nos deixa um legado de grandes conquistas."

 

"Agradecemos a Deus pelo tempo que pudemos conviver com você e pedimos ao Pai que encontremos conforto nas boas lembranças e no grande exemplo que você nos deixa", conclui a nota.

 

Em agosto de 2023, Zagallo ficou 22 dias internado para tratar uma infecção urinária. Já em 2022, ele foi hospitalizado com um quadro de infecção respiratória.

 

Morre Zagallo, o único tetracampeão mundial de futebol

Zagallo tinha 92 anos e estava internado em um hospital do Rio de Janeiro. Ex-jogador e ex-técnico, lenda colecionou títulos e feitos inesquecíveis na história do futebol mundial.

 

A lenda Mário Jorge Lobo Zagallo, o único tetracampeão mundial de futebol, morreu no Rio de Janeiro, aos 92 anos, nesta sexta-feira (5). A informação foi confirmada pela assessoria do ex-jogador. Zagallo é uma das maiores lendas do futebol brasileiro.

 

Zagallo estava internado desde o fim de dezembro em um hospital do Rio de Janeiro. A causa da morte foi a falência múltipla dos órgãos.

 

"Comunicamos com pesar o falecimento do Sr. Mário Jorge Lobo Zagallo, aos 92 anos, as 23:41h horas de 05/01/2024, em decorrência de falência múltipla de órgãos, resultante de progressão de múltiplas comorbidades previamente existentes", diz a nota do hospital Barra D’Or, que afirmou que se solidariza com a família e amigos pela perda.

 

 

"É com enorme pesar que informamos o falecimento de nosso eterno tetracampeão mundial Mario Jorge Lobo Zagallo", diz a nota publicada pela família.

 

"Um pai devotado, avô amoroso, sogro carinhoso, amigo fiel, profissional vitorioso e um grande ser humano. Ídolo gigante. Um patriota que nos deixa um legado de grandes conquistas."

"Agradecemos a Deus pelo tempo que pudemos conviver com você e pedimos ao Pai que encontremos conforto nas boas lembranças e no grande exemplo que você nos deixa", conclui a nota.

 

Em agosto de 2023, Zagallo ficou 22 dias internado para tratar uma infecção urinária. Já em 2022, ele foi hospitalizado com um quadro de infecção respiratória.

 

 

 

 

Carreira

Zagallo nasceu em Atalaia (AL) e foi para o Rio de Janeiro logo aos 8 meses de vida. Foi morar na Tijuca, bairro da Zona Norte com o qual desenvolveu uma relação próxima durante toda a vida.

 

Das peladas no Maracanã – antes mesmo da inauguração do estádio –, Zagallo passou pelas categorias de base do América, que tinha sede na Tijuca, antes de ir para o Flamengo.

 

Aos 18 anos, foi convocado para servir o Exército e deu início à sua relação com copas do mundo. Começou com um revés. Fez a segurança das arquibancadas do Maracanã na derrota do Brasil para o Uruguai na final da Copa de 1950. Foi testemunha, portanto, do fatídico Maracanazzo.

 

Fonte: G1

Últimas

+
BUSCAR POR DATA
DESENVOLVIDO POR JEAN MORAES